Uma sociedade calada

(Publicado em 26 de fevereiro de 2001)

Uma agenda do primeiro mês de 2001 no Pará foi substanciosa. O Governador Almir Gabriel anunciou a sua transferência de capital para o estado de Belo Monte e, em seguida, para o relatório geral da idia, não recuou. Também foi encontrado em frente nas alíquotas do ICMS sobre alguns serviços essenciais para uma população, além de alguns produtos de longo consumo, encarecendo o custo de vida no futuro, às vezes mais federativas.

O prefeito Edmilson Rodrigues não é mais que uma lei sobre a inflação e a inflação. Em Brasília, o Conselho de Integração Nacional, Fernando Bezerra, poderá ser promovido pelo Ministério da Integração Nacional e pela Agência Regional de Desenvolvimento, Orientação e Previdência Social da Região Sudânea, no Nordeste.

It of the open source of silent, silent and accommodation of part of the public pública. As medidas sociais, os seus promotores devem ser estimuladas a avançar, protegidos pela abu- lha ou insensibilidade da sociedade paraense. Os órgãos de classe não se mexem e os grupos de pressão, se agiram, se limitaram aos bastidores. O poder do governo, que já era grande, era mastodôntico para um fundo de inércia dos cidadãos.

A fragilidade da opinião pública tem sido um dos fatores favoráveis ​​a uma decisão de grande importância para o Estado, mas é um fato que tem sido adotado em circuito fechado, sem debate público - e até o menor grau de informação fora do setor. O que aconteceu com a vontade do Pará? A que pergunta pergunta pergunta pergunta pergunta pergunta pergunta pergunta pergunta grande grande grande grande grande grande grande grande grande grande grande

A maioria dos acontecimentos tem a ver com o curso real dos acontecimentos. Quando os temas são relacionados, trata-se de um quase-telegráfico, pouco ajuda não há entendimento das situações. Não há nenhuma correção na abordagem, nem informações na identificação das novidades. O Pará parece uma terra de província que mexe preguiçosamente, por mero instinto de sobrevivência. Não é um lugar de grandes e súbitas transformações, como de fato é. Por isso, é cada vez mais ignorado sobre seus grandes temas.

The Governador Almir Gabriel, por exemplo, pode ser encontrado no seu próprio hotel. Sem o conhecimento necessário para estudar uma viabilidade da proposta e, se para o caso, os indicadores de desempenho, para uma avaliação de sua própria opinião anos. Sua convicção sobre Belo Monte assentou em razões geodésicas, desprezando os argumentos em direção ao sentido (como o leitor).

O governador on the construction of capital would be viabilised with a simple reduction of payments of the estadual fiscal. Nos próximos anos, a redução do valor da dívida é de 130 milhões de reais ao ano. Por que os recursos para o projeto, incluindo as opções de compra e venda de Urugua na Rumo de Belo Monte, não têm o mesmo efeito que os pagamentos anuais, são de R $ 250 milhões anuais.

A editora está distribuindo, ao mesmo tempo, a entrevista para a  Gazeta Mercantil Pará , o governador não havia partilhado, ao menos fora do seu círculo mais íntimo, como elucubrações que fazem parte do trocarte Belém por Belo Monte. Mas se Não Quiser ENTRAR NUMA aventura Perigosa, Porque de desfecho imprevisível, ELE PODIA encarar com Boa Vontade a Sugestão apresentada cabelo Empresário Miro Gomes, em Artigo de Primeira Página em  A Província do Pará  fazer Último domingo, Abrindo uma Questão Ao debate Público Antes de encerrá-la com um ato interativo autoritário (e talvez, no futuro, o interesse geral). É muito importante para as reflexões solitárias de um governador a tempo, mesmo sendo alguém que tanto se conceda como médico Almir Gabriel.

Da mesma forma, os paraenses não podem ser aceitos como um fato consumado como resultado do ministro Fernando Bezerra sobre o futuro da Sudam. A maioria dos relatórios de consulta é chamada de resposta a um executivo sobre uma superintendência polêmica.

Os funcionários não têm um novo tipo de informação que podem se apresentar sem que sejam concluídas como medidas de apuração e responsabilização das irregularidades praticadas, mesmo porque os homens de confiança na citação foram afastados, mas não seus assessores de confiança. A primeira providência seria a quebra dos sigilos bancários, os fiscais e os telefônicos de todos os negócios, a empresa como parte antecipadamente antecipadamente.

Other seria a divulgação das auditorias e investigações já realizadas, sem escamotalização dos fatos, e a autorização de acesso público aos estudos contratados - com o custo de 2,4 milhões de reais - com a Fundação Getúlio Vargas para a reestruturação do órgão. O valor eo tempo despendidos sobre os estudos não podem ser desviados para os esforços das iniciativas federais de adoção para o Sudário do mar de lama revolvido a partir da disputa entre os senadores Antônio Carlos Magalhães e Jader Barbalho.

O que é o ministro está propondo, em alguns aspectos, é uma mudança para as origens da mesma e mesmo antes dela, à Spandea, como o órgão deliberativo em substituição ao Condel, que como uma instância normativa). . Os mensageiros cheiram a paliativos, as medidas cosméticas, a radiofrequência, as absortas e as anulações da corrente de fraudes que sempre se formam na direção dos incentivos fiscais.

Se uma FGV já está pronta para chegar ao documento final, o ministro anunciará em Brasília as medidas prontas e acabadas é um contrassenso. O contencioso ACM-JB, o mobile do fim da letargia do Planalto sobre um problema que vem crescendo nos anos, como não é exatamente o que é a única das providências. O detonador é político, mas o que está em causa é muito mais amplo e mais profundo.

A julgar pela reação (ou, sendo mais preciso, falta de reação) da opinião pública, não parece.


Print   Email