A Raça

Muitas são as lendas a respeito da Raça Puro Sangue Árabe, por inúmeros historiadores considerada a mais antiga do mundo. Seus relatos mais antigos datam do ano 1.600 a.C., ou seja, há mais de 3.500 anos em afrescos do antigo Egito. Em uma delas, conta-se que Maomé depois de uma longa caminhada, mandou que soltassem os animais para beber água. Em seguida, chamou-os de volta e apenas cinco éguas o atenderam. Então Maomé abençoou estas éguas e delas descendem as cinco linhagens famosas que compõem os criatórios da raça. 

Outra lenda mais poética, reforçando a ascendência divina do cavalo Árabe, conta que Alá pegou o vento sul e disse: "Vou fazer de ti uma nova criatura. Terás o olhar da águia, a coragem do leão e a velocidade da pantera. Da gazela terás a elegância, do tigre a força e do elefante a memória. Teus cascos terão a dureza do sílex e teu pelo a maciez da plumagem da pomba. Terás o faro do lobo e saltarás como o gamo. À noite serão teus os olhos do leopardo e se orientará como o falcão que sempre retorna à origem. Serás incansável como o camelo e terás o amor do cão pelo seu dono. E por fim, como presente para fazer-te cavalo e chamar-te Árabe, terás a beleza da Rainha e a majestade do Rei.»

A raça Árabe foi introduzida no Brasil na década de 20, em criatórios no Rio Grande do Sul, porém a história registra diversas importações desde o século XIX. Também foi grande importador o Departamento Animal de São Carlos, interior de São Paulo. Inicialmente foi muito utilizada como melhoradora do plantel de equinos de fazendeiros da região. A Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Árabe fundada em 1964, reuniu no Stud Book do Cavalo Árabe todos os registros do RS e de São Carlos, dando grande impulso ao criatório nacional. Hoje o Stud Book conta com mais de 35.000 cavalos registrados e mais de 3.200 haras inscritos e distribuídos por todo o país. Lendas à parte, devido às suas características obtidas pela seleção como cavalo do deserto, o cavalo Árabe possui excelente resistência e rusticidade. Muito utilizado para guerras, é um cavalo de coragem e inteligência acima da média. Além disso, o cavalo Árabe, devido à sua prepotência genética (alta capacidade de transmitir características a seus filhos) é muito utilizado para mestiçagem, transmitindo e melhorando características para cavalos de trabalho e esporte. O Stud Book do cavalo Árabe registra os produtos mestiços, sempre oriundos de um pai PSA com uma égua de qualquer raça, ou mestiça árabe, cujo produto deverá conter, ao lado do nome, seu grau de sangue. Os mestiços da raça Árabe têm grande destaque nos mais diversos esportes equestres, como CCE, Hipismo Rural, Hipismo Clássico, Enduro, Rédeas, etc. A raça Árabe foi muito utilizada na história equestre mundial como formadora de outras raças, como por exemplo, Quarto de Milha, Puro Sangue Inglês, Hanoveriano, Trackenher, Orlof, Sela Francês, entre muitas outras.

 

 

Last modified on Wednesday, 24 October 2018 17:45

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.